• 75 99137-3204 zapp
  • suporte@ipiraweb.com.br

IMPLEMENTAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS

IMPLEMENTAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS

Vivemos em um mundo marcado pela acirrada competitividade, alta tecnologia e informações cada vez mais céleres. As mudanças trazidas principalmente pela globalização e pela internet, dentre elas, a “quebra” de barreiras, seja entre mercados, seja entre pessoas, diminuiu toda e qualquer distância, e, aumentou a concorrência, a competição e as disputas. O mercado requer de nós uma nova postura, e, o elemento humano passa a ser um fator de diferenciação no cenário contemporâneo. Hoje já não basta customizar a marca, o produto ou o serviço. Para tornar uma empresa mais competitiva faz-se necessário valorizar, primordialmente, seu quadro funcional, a fim de que este trabalhe satisfeito e esteja aberto às constantes alterações da contemporaneidade. Cabe á direção entender que, o êxito da organização está intrinsecamente ligado às pessoas que nela trabalham, conseqüentemente, devem estar felizes e motivadas, para que sintam-se como parte integrante e importante da empresa, comprometidas com seus objetivos. Ensina-nos Paulo Meira e Renato Oliveira que (…) “ o “homem” deve ser visto como elemento principal de todo e qualquer processo de mudança e de modernização empresarial, pois as mudanças, quando implementadas, esbarram em formas de trabalho tradicionais e conservadoras, capazes de desencadear um estresse organizacional que dificulta e impede o desenvolvimento pleno de qualquer atividade”. É sabido por nós que as empresas têm canalizado seus esforços para reduzir custos; bem como investido em melhorias operacionais visando a qualidade total. “Apostar” no potencial do cliente interno, ou seja, do funcionário, tem sido outra estratégia para obter um lugar de destaque no mercado. É através do marketing interno que as empresas obtêm condições, de, não só identificar seus colaboradores, como também, incentiva-los e motiva-los a conhecer e a fazer parte da sua cultura e estrutura, a fim de que prestem ao cliente externo um serviço cada vez melhor. Quem primeiro observou a importância de valorizar-se o público interno foram os japoneses, (…) “através do modelo ocidental de participação administrativa (…) que consiste na transparência da comunicação entre os membros da equipe” (MIRANDA, SANTOS, MENDES, 2009). Marketing interno ou endomarketing pode se definido (…) “como o conjunto de ações focadas no público interno e que tem como objetivo maior conscientizar funcionários e chefias para a importância do atendimento de excelência ao cliente”. A empresa passa a tornar-se mais competitiva a partir do momento em que há uma integração de seus funcionários à sua estrutura, pois “antes de vender o produto para seus clientes, as empresas precisam convencer seus funcionários a comprá-lo. O Endomarketing surge como elemento de ligação entre o cliente, o produto/serviço e o colaborador (…), tornando-o (…) um aliado, fomentando a idéia de que seu sucesso está ligado ao sucesso da empresa”. “Endo” tem origem grega e significa “ação interior, ou movimento voltado para dentro”. No Brasil, quem criou o termo “endomarketing” foi Saul Beckin,em 1986. O presente estudo irá abordar a implementação das estratégias de marketing através do endomarketing, considerando as metas de uma empresa quando realiza uma campanha de marketing interno, a forma como este afeta os funcionários, o papel da alta direção para o sucesso do programa, o efeito causado nos clientes e os meios possíveis de campanha do marketing interno nas organizações. Objetivamos analisar como as empresas implementam suas estratégias de marketing através do marketing interno, detectando as vantagens e desvantagens em desenvolver atividades dessa natureza. Veremos ao longo do estudo que o endomarketing ou marketing interno é imprescindível para o crescimento e sucesso de uma empresa, pois “os funcionários formam um mercado interno que deve ser atendido em primeiro lugar” (GRÖNROOS, 2003, p. 405), e, suas opiniões têm forte poder sobre as opiniões e perspectivas do mercado externo. Reconhece-lo como sendo o primeiro consumidor, faz nascer nele o sentimento de ser parte essencial na realização das metas da empresa, elevando sua valorização pessoal e profissional. Para satisfazer com qualidade e eficiência os clientes externos, os clientes internos devem estar satisfeitos e comprometidos com o sucesso da empresa.

redeipw

Deixe sua mensagem